Corrida Maluca

Corrida Maluca



Autor: Jerry Eisenberg e Iwao Takamoto

Onze carros (se é que podemos chamar de carros aquelas engenhocas) disputavam o primeiro lugar em cada corrida. A série teve 34 provas e foi produzida até 1970.

Corrida Maluca gerou outras séries animadas protagonizadas pelos seus personagens de mais sucesso. Dick Vigarista e Muttley estrelaram Dastardly and Muttley in their Flying Machines, agora a bordo de um avião mas ainda usando métodos sujos para atingir seus objetivos. Penélope Charmosa e a turminha de mini-gângsters (agora com um carro novo, o Chugga-boom) foram para The Perils of Penelope Pitstop, onde a jovem herdeira era perseguida por um caça-fortunas traidor.

Mas afinal, quem era o melhor piloto na Corrida Maluca? A julgar pelos resultados, quase todos eram igualmente bons (ou igualmente ruins), com três ou quatro vitórias cada e vários honrosos segundo e terceiro lugares. Dick Vigarista foi o único a nunca ter subido ao pódio, provando que correr honestamente é sempre a melhor opção. Ao menos na Corrida Maluca

História
Em 1968 a rede norte-americana CBS teve a estréia de uma série animada que marcaria época: Wacky Races (no Brasil, Corrida Maluca).

Inspirados em dois longas-metragens que fizeram sucesso em 1965, A Corrida do Século (The Great Race, de Blake Edwards) e Esses Homens Maravilhosos com Suas Máquinas Voadoras (Those Magnificent Men in Their Flying Machines, de Ken Annakin), Jerry Eisenberg e Iwao Takamoto criaram para os estúdios Hanna-Barbera um novo conceito. Em vez de um personagem central e seus amigos e inimigos, ou um pequeno grupo de personagens principais, a série Corrida Maluca trouxe mais de vinte protagonistas, todos praticipantes de uma louca corrida onde valia tudo, menos perder.


Personagens


Compartilhar